domingo, 24 de janeiro de 2016

Paraíso das bikes

Hermione,  minha bike na Escuna Toa Toa
 
Quase 50 anos depois volto a Paquetá, e constato que houveram poucas mudanças do cenário que tenho em minha mente, ruas sem calçamento com seu piso de terra batida e delimitadas pelas suas calçadas, algumas residências novas, e muitas ainda do meu tempo de criança, a total ausência de veículos motorizados, salvo os dos poderes públicos, ambulância, policia militar, guarda municipal e bombeiros, que circulam calmamente em meio a centenas de bicicletas, muitas charretes e turistas, muitos turistas, muitos deles simplesmente passeando a pé por suas ruas e praias...
Eu e a escuna Toa To na estação das barcas - Paquetá

Confesso que dá vontade de não sair mais da Ilha... Pedalar calmamente por toda a ilha sem preocupação com motoristas apressados e estressados é realmente outro nível...

Mesmo estar na praia é diferente, a quantidade de pessoas por metro quadrado não sufoca como nas praias mais badaladas do Rio, e tudo isso acaba nos deixando mais relax e nem se estressando com a demora da cerveja (super gelada) servida por um único garçon e pagando preços normais, nada exorbitante, mesmo sendo um local turistico...
Me aguarde Paquetá, voltarei mais vezes...

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Melhor estar vivo do que estar certo...

Otávio Schuebel - foto: www.diariodoscampos.com.br


No dia 20/01 o ciclista Otávio Schuebel, 45 anos, morreu ao chocar-se contra a porta de um veículo parado enquanto seu motorista abria a porta do mesmo. O acidente fatal ocorreu na cidade de Ponta Grossa.

Otávio era um ciclista experiente e sempre pedalava usando todos os equipamentos de segurança, mas foi atingido no pescoço vindo a falecer no local do acidente. Ele era atleta e participava de competições de ciclismo.

Otávio estava certo, trafegava na sua mão de direção, usava equipamentos de segurança mas, talvez por um descuido, não conseguiu prever a ação temerária do motorista que abriu a porta sem se certificar se vinha alguém, como esta previsto no CNT.

Desta forma você que pedala, seja a lazer, a trabalho ou treinando nas vias públicas deve sempre estar atento ao que esta acontecendo a sua volta e tentando prever ações de terceiros que possam lhe por em risco. 
Afinal estar vivo é mais importante do que estar certo...

Veja o que diz o CNT
Art. 49. O condutor e os passageiros não deverão abrir a porta do veículo, deixá-la aberta ou descer do veículo sem antes se certificarem de que isso não constitui perigo para eles e para outros usuários da via.
        Parágrafo único. O embarque e o desembarque devem ocorrer sempre do lado da calçada, exceto para o condutor.


quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Hermione

A Hermione


Bom como primeira postagem do blog apresento a minha bike atual...

Aqui pretendo escrever apenas sobre bikes, como usa-la com segurança, como fazer a sua manutenção, ela como parte do nosso lazer, como ferramenta de trabalho, enfim ela a protagonista do blog...

Bom, como muitos sabem existem vários aplicativos que registram todas as suas atividades em cima de uma bike, e dentre eles optei por usar o Strava, e quando você o usa pode registrar a sua bike lá no site e assim o fiz, e como temos que colocar um nome acabei batizando a minha bike de... Hermione

Quadro de aço da Colorbike - marrom
Aros Vzan700 brancos com raios inox
Mesa e guidon promax brancos
Freio contra pedal Velostel
Single speed (48x24)